quarta-feira, 22 de abril de 2020

REVIEW | The Morning Show


[REVIEW SEM SPOILERS]

Alex Levy (Jennifer Aniston) e Mitch Kessler (Steve Carell) são uma das duplas mais famosas da televisão americana. Juntos apresentam o The Morning Show, um dos programas de maior sucesso da estação televisiva UBA. Quando Mitch é acusado de assédio sexual no trabalho - e logo afastado do formato -, tudo muda na vida daquela equipa.

Âncora do programa e grande amiga de Mitch, Alex alega não ter conhecimento da má conduta do co-apresentador e mostra-se preparada para enfrentar a situação e assegurar a apresentação do programa. Mas Cory Ellison (Billy Crudup), diretor de informação da UBA, vê ali a oportunidade perfeita para reinventar o The Morning Show e recuperar a audiência perdida ao longo dos anos.

É aí que entra Bradley Jackson (Reese Witherspoon), uma repórter de um pequeno canal conservador, que se torna viral no Twitter após um discurso intenso no meio de uma manifestação. Bradley é convidada para uma pequena entrevista com Alex no The Morning Show e a faísca entre ambas é evidente. Se por um lado todos acham que Bradley é uma mera convidada do programa, Cory tem outros planos para ela... e aquela entrevista é só o primeiro teste.

É esta a premissa de The Morning Show, a primeira grande aposta do serviço de streaming Apple+. Estreada no ano passado, a série tornou-se no lançamento mais bem sucedido do serviço. Mesmo com críticas mistas, a trajetória da série é positiva e prepara-se para estrear a segunda temporada.


Numa opinião pessoal, confesso que The Morning Show não me prendeu logo no primeiro episódio. É uma série que começa com um ritmo mais lento, mas que ao longo dos dez episódios vai explodindo. O desenrolar da história não é, de todo, previsível e todos os personagens parecem ter intenções que o público desconhece. Não sabemos por quem torcer e talvez seja aí que a série peca, uma vez que não sabemos o que esperar dos personagens. Ainda assim, considero que seja exatamente isso que dá vida à série e que nos deixa agarrados. As várias camadas dos personagens e o plot ambíguo fazem-nos querer ver mais.

Para além das prestações incríveis de Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Billy Crudup, que nos captam toda a atenção, uma das coisas que mais gostei da série foi ver os bastidores e o dia-a-dia de um programa de televisão. Ter acesso à vida daquelas pessoas atrás das câmeras é delicioso e passamos os episódios a questionar e supor se a nossa televisão (a portuguesa) funciona da mesma forma.

The Morning Show foca essencialmente nas relações pessoais e nas várias ligações que desenvolvemos com os outros. Ainda assim, traz para cima da mesa assuntos importantes a debater como o assédio sexual, o movimento #MeToo, o feminismo e muito mais. É, claramente, um must watch.

━━━━━━━



━━━━━━━

Algum fã de The Morning Show por aí?

Sem comentários:

Publicar um comentário

AFAR © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.